Ir para o conteúdo

Prefeitura de Dom Feliciano - RS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
SET
21
21 SET 2022
CULTURA
EDUCAÇÃO
Com o tema ETNIAS DO GAÚCHO- “UMA TERRA DE MUITAS TERRAS”, a Semana Farroupilha terminou com um lindo desfile.
enviar para um amigo
receba notícias
Através de uma parceria entre CTG DOM FELICIANO, SECRETARIA DE EDUCAÇÃO e DEPARTAMENTO DE CULTURA, foi realizado na manhã de 20 de setembro o DESFILE FARROUPILHA 2022 que encerrou a semana de festividades tradicionalistas no município.
Marcelo Lopes Rayher, instrutor de danças e responsável técnico pelas invernadas fez a apresentação do desfile, saudando as autoridades e ressaltando a importância dos festejos farroupilha.
Acompanhe o texto de introdução ao desfile e conheça mais sobre o desfile apresentado:
Com ênfase na diversidade étnica2 e, por consequência imediata, na diversidade cultural3, hoje podemos afirmar que existem pessoas de praticamente todas as partes do mundo vivendo em solo gaúcho, todos trazendo consigo parte de suas culturas e, de modo direto, absorvendo nossas tradições, forjando-se autênticos gaúchos.
Pode-se afirmar, por fim, que, a contar das bases socioculturais que formam o espaço rio-grandense, o gaúcho carrega particularidades intrínsecas ao contexto regional, ou seja, observa-se que há “vários” gaúchos diferenciados na forma e no que se refere às peculiaridades, mas que também guardam traços comuns, relativos ao tradicionalismo e ao nativismo. Entretanto, cada etnia se expressa com sua cultura, seus rostos e suas falas.
Com vistas a explorar a diversidade étnica e, por consequência imediata, a diversidade cultural, o tema proposto “Etnias do Gaúcho”, com o subtítulo de “Rio Grande: Terra de Muitas Terras”, poderá envolver todas as diversas manifestações culturais nos quatro cantos do Rio Grande do Sul, com um engajamento de todos os povos que ajudaram a construir a fibra de nosso povo gaúcho.
O tema não visa explorar a origem étnica do gaúcho sob o ponto de vista de acervo tão e somente histórico e/ou de museologia. Vai além, visa explorar a DIVERSIDADE de nosso povo.
Para que esse grande momento fosse possível, após dois anos de pandemia e ansiedade o evento contou com a Direção Artística de MARCELO RAYHER e ÉRICO RAKOWSKI, JUNTAMENTE COM A PARTICIPAÇÃO DAS SEGUINTES ENTIDADES:
  • BRIGADA MILITAR
  • PATRONAGEM CTG DOM FELICIANO
  • INVERNADAS CTG DOM FELICIANO
  • EMEF PADRE CONSTANTINO
  • EMEF NOSSA SENHORA DEFÁTIMA
  • EMEF STA TEREZINHA
  • EMEF SÃO JOÃO BATISTA
  • FÁBRICA DE GAITEIROS- UNIDADE DOM FELICIANO
  • SINDICATO RURAL DE DOM FELICIANO
  • PTG TROPILHA CRIOULA
  • DPTO CAMPEIRO E CAVALEIROS DO CTG DOM FELICIANO E PIQUETES CONVIDADOS.
 
O CTG Dom Feliciano deu início ao desfile carregando pelas mãos do atual patrão Maurício Mietlicki e sua família, o símbolo máximo das comemorações da semana farroupilha, a chama crioula.
Este candeeiro que abriga esta chama há mais de 20 anos, e representa a alma, a pujança, a energia e garra de um povo de virtude que honra sua tradição.
Junto dele seguiu a Patronagem do CTG Dom Feliciano gestão 2022 que traz em punho as Bandeiras Nacional, Estadual, Municipal e da Entidade CTG Dom Feliciano, estas que representam os símbolos de nossa nação e o sentimento de civismo perpetuado junto aos costumes das nossas tradições!
 
As invernadas do CTG Dom Feliciano abriram as etnias formadoras de nossa gente, apresentando a etnia alemã.
 
 
As invernadas artísticas do CTG Dom Feliciano são grupos de danças formados por crianças e jovens e hoje conta com a categoria mirim e juvenil.
Este projeto leva o nome de nossa entidade a todos os espaços em que apresenta sua arte, seus costumes e sua energia de dançar, trazendo ao público a etnia alemã, que imprimiu forte influência nas características do povo gaúcho.
 
A primeira faixa:
“Dos navios imigratórios trouxeram a velha gaita”
 
A invernada juvenil homenageou o chote, estilo musical e de dança muito apreciado nas raízes do nosso povo riograndense.
O kerb é a denominação dos bailes alemães onde se dançava o chote....logo com a imigração alemã se instalando em solo brasileiro, onde o chote ganhou fama e destaque principalmente na região sul e nordeste do brasil.
Hoje vários chotes são danças tradicionais do estado do rs, como: chote carreirinho, chote de duas damas, chote de 7 voltas, entre outros...
 
 
EMEF Padre Constantino
 
A Escola representou as marcas e orgulho de nossa história, poloneses e gaúchos levaram as imagens de Padre Constantino, Padroeiro da escola e Nossa Senhora de czestochowa, padroeira de nosso município e  apresentou o grupo de danças tradicionalistas da escola, é composta por 48 integrantes divididos em dois grupos mirim e juvenil.
 
 
Emef nossa senhora de fátima
 
A Escola trouxe a frente a flâmula da escola e em seguida as bandeiras
  1. No primeiro pelotão a invernada juvenil, vencedora do 1º EscolArt.
  2. O projeto piloto, coopers (cooperativa escolar) em parceria com o Sicredi.
  3. A etnia italiana.
 
Emef Santa Terezinha
 
A Escola apresentou os alunos da invernada mirim da escola e o tema a influência do indígena nativo para a construção da cultura gaúcha. Os costumes, às tradições, à medicina, às crenças e os valores. Com eles, aprendemos os segredos do ecossistema e a relação de amor com a natureza.
A contribuição dos índios na cultura gaúcha está enraizada em todos os indivíduos e vai desde objetos, alimentação e ações simples.
 
Faixa :“gaúcho és índio charrua cavaleiro nato livre e peleador, poeta que canta a terra com simplicidade, paz e amor.”
 
Temos a mais popular bebida, que é o mate ou chimarrão, uma cultura que os gaúchos absorveram dos hábitos dos índios guaranis”. Bebida símbolo do rio grande do sul, sempre presente no dia a dia, constitui-se de uma das tradições mais representativas deste povo. Seu significado: é sinônimo da hospitalidade e da amizade do gaúcho.
Ser gaúcho é ter orgulho de suas raízes e compreender que significados atribuem às práticas culturais sul-rio-grandenses!
 
 
EMEF São João Batista
 
A Escola apresentou a etnia africana, povo formador de boa parte da cultura gaúcha. O elenco mirim retratou a chegada do pandeiro ao Rio Grande do Sul.
O elenco juvenil fez uma homenagem a um dos grupos mais aguerridos da história do povo gaúcho, linha de frente das batalhas farroupilhas, os lanceiros negros serviram as tropas farroupilhas em defesa da nossa terra e dos nossos ideais.
 
Fábrica de gaiteiros- unidade Dom Feliciano
Representou seu projeto voltado à sociedade que forma alunos de acordeão diatônico, instrumento conhecido popularmente na região sul do brasil como gaita de oito baixos. A confecção dos instrumentos é realizada com madeira certificada de eucalipto, proveniente de plantios renováveis.


PTG Tropilha Crioula
 
Um dos piquetes tradicionalistas mais presentes de nosso munícipio, possui sede junto ao parque do CTG Dom Feliciano e transmite através de seus participantes muito da cultura principalmente campeira através de sua equipe de laçadores.
 
O desfile foi encerrado com a participação dos Cavaleiros e Departamento Campeiro
A arte do RS, a essência do povo gaúcho não seria a mesma sem a imponência, a elegância e a funcionalidade de gaúchos e cavalos.
Estes homens de campo, estes que são os condutores do nosso símbolo Chama Crioula nas cavalgadas ano a ano.
A nossa representatividade do índio que foi o primeiro a domesticar o cavalo chucro e crioulo da américa
Os mesmos que reverenciam a lida de campo nos rodeios.
A doçura, a garbosidade das prendas que também representam o sangue de Anita guerreira e a liberdade do gaúcho.
 
Com o pronunciamento do vice-prefeito Tiago Szortyka, Secretária de Educação Janete Inês Balczarek e Diretor de Cultura Érico Kenne Rakowski e entoando o Hino Riograndense, com muitos aplausos e felicitações pelo tradicional Dia do Gaúcho, foram encerradas as atividades da Semana Farroupilha de Dom Feliciano.
 
 
 
Seta
Versão do Sistema: 3.2.8 - 16/11/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia